quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Oque é lealdede pra vc?

Um homem, seu cavalo e seu cão...

Um homem, seu cavalo e seu cão, caminhavam por uma estrada. Depois de muito caminhar se deu conta de que ele, seu cavalo e seu cão haviam morrido.  Às vezes os mortos levam tempo para se dar conta de sua nova condição. A caminhada era muito longa, morro acima, o sol era forte e eles ficaram suados e com muita sede. Precisavam desesperadamente de água.
Numa curva do caminho, avistaram um portão todo magnífico, todo de mármore, que conduzia a uma praça calçada com blocos de ouro, no centro na qual havia uma fonte de onde jorrava água cristalina.



O caminhante dirigiu-se ao homem que numa guarita, guardava a entrada.
- Bom dia, ele disse.
- Bom dia, respondeu o homem.
- Que lugar é este, tão lindo? ele perguntou.
- Isto aqui é o céu, foi a resposta..
- Que bom que nós chegamos ao céu, estamos com muita sede, disse o homem.
- O senhor pode entrar e beber água à vontade, disse o guarda, indicando-lhe a fonte.
- Meu cavalo e meu cachorro também estão com sede.
- Lamento muito, disse o guarda. Aqui não se permite a entrada de animais. O homem ficou muito desapontado
porque sua sede era grande.
- Mas ele não beberia, deixando seus amigos com sede.

Assim, prosseguiu seu caminho. Depois de muito caminharem morro acima, com sede e cansaço multiplicados, ele chegou a um sítio, cuja entrada era marcada por uma porteira velha semi-aberta. A porteira se abria para um caminho de terra, com árvores dos dois lados que lhe faziam sombra.
A sombra de uma das árvores, um homem estava deitado, cabeça coberta com um chapéu, parecia que estava dormindo:
- Bom dia, disse o caminhante.
- Bom dia, disse o homem.
- Estamos com muita sede, eu, meu cavalo e meu cachorro.
- Há uma fonte naquelas pedras, disse o homem e indicando o lugar.
Podem beber à vontade.
O homem, o cavalo e o cachorro foram até a fonte e mataram a sede.
- Muito obrigado, ele disse ao sair.
- Voltem quando quiserem, respondeu o homem.
- A propósito, disse o caminhante, qual é o nome deste lugar?
- Céu, respondeu o homem.
- Céu?
- Mas o homem na guarita ao lado do portão de mármore disse que lá era o céu!
- Aquilo não é o céu, aquilo é o inferno.
O caminhante ficou perplexo.
- Mas então, disse ele, essa informação falsa deve causar grandes confusões.
- De forma alguma, respondeu o homem. Na verdade, eles nos fazem um grande favor. Porque lá ficam aqueles que são capazes de abandonar até seus melhores amigos...


Este texto, de autoria desconhecida, reflete uma importante lição: é a importância da amizade. Qualquer idéia de uma "salvação" (seja lá o que for que isso signifique) que não atinja aos outros seres vivos do planeta não interessa. Pelo menos não para mim.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Animais vitimas da moda....

Operação de U$40.000 resgata cães abandonados na Califórnia.


 

 

O fato de celebridades como Paris Hilton popularizarem o uso de cachorros de porte pequeno como mero acessório fashion levou a Califórnia a sofrer nos últimos anos com uma superpopulação de cãezinhos abandonados, mas uma operação de resgate internacional, batizado de operação Air Chihuahua, é esperança de um lar decentes para esses bichinhos.
Candy, Kobe, Sadie, Winnie, Taylor e Troudy são alguns dos 60 passageiros que na sexta-feira subiram a bordo do jato privado de Jan Folk, empresária e filantropa canadense, que emprestou seu avião para que estes chihuahuas e outras raças de cães pequenos fossem levados para Edmonton, na província canadense de Alberta.
“É o primeiro Voo da Liberdade que vai levar esses cães de raças pequenas para uma família em outro país”, explica Folk.


A operação Air Chihuahua teve um custo calculado em 40.000 dólares e foi financiada pela sociedade The Orange Dog de Folk para resolver o problema da superpopulação de cãezinhos em Los Angeles.
“Existem mais de 60.000 chihuahuas abandonados em Los Angeles e o número continua crescendo”, afirmou Madeline Bernstein, presidente da Sociedade para a Prevenção da Crueldade contra os Animais (SPCALA).

 Segundo Bernstein, este fenômeno aumentou na Califórnia depois de filmes como ‘Legalmente loura’ e ‘Beverly Hills Chihuahua’, que popularizaram a ideia de ter um cachorro como um mero acessório da moda.







Paris Hilton
Britney Spears
“A aparição de celebridades como Paris Hilton e Britney Spears, que começaram a ser fotografadas com cachorrinhos, também ajudou no problema”, acrescentou.
“O problema é que eles não são acessórios, são cachorros, que fazem cocô, xixi, e precisam de cuidados… As jovens os compram como se fossem uma linda carteira, e por isso se cansam muito rápido deles”, explica ainda.

Para Folk, a operação Air Chihuhua garante para esses bichinhos o direito a uma nova vida, em uma família com condições de cuidar de suas necessidades.
Promovida pela SPCALA, a operação começou primeiramente apenas Estados Unidos, onde até agora dezenas de cachorrinhos foram embarcados rumo ao Colorado, Houston e Flórida. Esta é a primeira vez que promovem uma adoção internacional coletiva.
Fonte: AFP

ANIMAIS NÃO SÃO OBJETOS MUITO MENOS MODA! SÃO SERES VIVOS! EMERECEM RESPEITO!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

COMO POSSO DENUNCIAR MAUS-TRATOS A ANIMAIS??

Onde Denunciar:

Toda pessoa que tenha conhecimento de atentados contra a natureza ou animais deve denunciar, comparecendo a delegacia mais próxima e lavrar um Termo Circusnstanciado, espécie de Boletim de Ocorrência (BO), citando o Art. 32, da Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605 de 1998). Uma boa idéia é imprimir e levar a lei com você. Caso haja recusa do delegado, cite o Código Penal, que prevê crime de prevaricação: receber notícia de crime e recusar-se a cumpri-la. Outra saida é entrar com representação no Ministério Público Federal da sua cidade. Em ambos os casos não há a necessidade de possuir advogado. Porem não pode ser feita por telefone!
De forma mais efetiva tem atuado a Delegacia de Meio Ambiente de Curitiba, com telefone:  (41) 3356-7047, endereço: Rua Erasto Gaetner, 1261 - Bachacheri, em frente à Base Aérea de Curitiba.
Em São José dos Pinhais:
Delegacia (maus-tratos aos animais): 3356-7047
Força Verde: 0800-6430304
Tenha consigo a Lei 9.605 artigo 32 que descreve que maus tratos a animais silvestres e domésticos é crime pois nem todos delegados conhecem esta Lei.
O importante em caso de denúncias, é a postura que se deve ter diante do delegado. Agir com firmeza e determinação, além de educação e bom senso, é imprescindível para que você ganhe confiança e respeito na hora da denúncia.
Dicas Importantes:
Um breve estudo de como tratar na Delegacia de Polícia para denunciar maus-tratos a animais e obter o B.O.:

Caso você veja ou saiba de maus-tratos (ex.: Envenenamento de animal; Manter o animal em lugar anti-higiênico; Mutilar um animal; Utilizar este animal em shows que possam lhe causar pânico ou estresse; Agressão física a um animal indefeso; Abandono de animais; Não procurar um veterinário se o animal adoecer, etc.), não pense duas vezes: vá à delegacia mais próxima para lavrar um boletim de ocorrência ou, se preferir, compareça ao Fórum para orientar-se com o Promotor de Justiça . A Denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal n.º 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais).
Preste atenção a esta dica: leve junto a você uma cópia do número da lei (no caso a 9605/98) e do art. 32, porque em geral a autoridade policial nem tem conhecimento dessa lei.
Assim que esse Policial ou Escrivão ouvir seu relato sobre o crime, a ele cumpre instaurar inquérito policial. Se negar-se a fazê-lo, sob qualquer pretexto, lembre-o que ele pode ser responsabilizado por crime de prevaricação, previsto no art. 319 do Código Penal (retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal). Leve esse artigo também por escrito naquele mesmo pedaço de papel. O Escrivão irá tentar barrar o seu acesso ao Delegado, mas faça valer os seus direitos, exija falar com o Delegado que tem o dever de lhe atender e o dever de fazer cumprir a lei.
Diga-lhe que você irá denunciá-lo ao Ministério Publico (Denúncia ao Ministério Público - aliás, carregue sempre esses telefones na sua carteira, porque ele sabe que o Ministério Público irá requisitar a abertura do inquérito para apuração do fato contra esse policial e, ainda, que você fará uma denúncia ao Secretário de Segurança Pública. Para tanto, anote o nome e a patente de quem o atendeu, o endereço da Delegacia, o horário, a data e faça de tudo para mandá-lo lavrar um termo de que você esteve naquela delegacia para pedir registro de maus-tratos a animal.
Se você estiver acompanhado de alguém, este alguém será sua prova testemunhal para encaminhar a queixa ao Ministério Público.
Se você tiver em mãos fotografias, número da placa do carro que abandonou ou atropelou o animal, laudo veterinário, qualquer prova, leve para auxiliar no seu B.O.
NÃO TENHA RECEIO PORQUE VOCÊ NÃO SERÁ O AUTOR DO PROCESSO JUDICIAL, QUE PORVENTURA FOR ABERTO A PEDIDO DO DELEGADO!!! Preste atenção: O Decreto 24.645/34 reza em seus artigos 1º: Todos os animais existentes no país são tutelados pelo Estado; e 2º - parágrafo 3º: Os animais serão assistidos em juízo pelos representantes do Ministério Público, seus substitutos legais e pelos membros das Sociedades Protetoras dos Animais. Isso quer dizer que não é você quem irá abrir um processo judicial. Uma vez concluído o inquérito para apuração do crime, o Delegado o encaminhará a Juízo para abertura de ação, onde o Autor da ação será o Estado.
Se o crime for contra Animais Silvestres (Animal Silvestre: são todos aqueles animais pertencentes às espécies nativas, migratórias e quaisquer outras, aquáticas ou terrestres, que tenham a sua vida ou parte dela ocorrendo naturalmente dentro dos limites do Território Brasileiro e suas águas jurisdicionais- fonte: www.renctas.org.br), pode também dar ciência às autoridades policiais militares, mas, em especial, à Policia Florestal, onde houver, ou, SE PREFERIR, ligue para o IBAMA (Tel: 0800-618080 - ligação gratuita “Linha Verde”), ou escreva para o RENCTAS e-mail: renctas@renctas.org.br.
Tenham também em mãos o telefone do Disque-denúncia (181) que também recebe denúncias sobre maus-tratos, tráfico de animais, envenenamentos, trabalhos forçados, espetáculos que praticam abusos e maus tratos (circos, rodeios, brigas de cães e galos, etc…).
Uma outra dica também muito importante: Você sabia que as Associações de Bairro representam uma força associativa que pode provocar as autoridades na tomada de atitudes concretas em prol da comunidade?
Pois é, com o advento da Lei 7.347, de 24.07.85, essas associações, qualificadas como entidades de função pública, podem ingressar em juízo na proteção dos bens públicos para preservar a qualidade de vida, inclusive com mandado de segurança (Constituição Federal, art.5º, LXX, “b”) para a preservação desse bens e a fauna é um patrimônio público.
Portanto, se o seu bairro estiver organizado em Associação, procure-a e peça que alguém o acompanhe até a Delegacia ou ao Fórum mais próximo.


Como agir ao deparar-se com um crime de maustratos:

Acione uma viatura da PM e espere até a chegada da mesma, tenha em mãos uma cópia da legislação aplicavel que seguirá em anexo o link ou quem quiser pode pedir atravéz do blog. deixando email para envio.
legislação cabivel em crimes de maus tratos
Pessa para fazer o B.O. no local usando B.O. unificado o próprio policial pode fazer o B.O. no local sem a necessidade de ir até a delegacia, caso queira ir para agilizar o processo vá direto á delegacia do meio ambiente.
No documento que estou postando consta que caso o policial e/ou delegado se recusarem a prestar atendimento trata-se de crime de revelia. Não deixem por menos eles tem leis a cumprir! 

domingo, 20 de fevereiro de 2011

MAIS UMA PROVA DO DESPREPARO E DA IGNORANCIA HUMANA...

Hoje dia 20 de Fevereiro, eu fui visitar minha família em Colombo no bairro Jardim Rio Verde, as 21 horas e alguns minutos eu e meu marido resolvemos ir embora e por morarmos em Curitiba, usamos a estrada da ribeira como rota para casa, quando chegamos na rua Argentina para entrarmos na BR476 conhecida como estrada da ribeira por onde passa a linha verde nos deparamos com um acidente que havia acontecido segundos antes de chegarmos ao local.
Nesse trecho já foram feitas muitas obras mas é um local de muitos acidentes, o tráfego é intenso e o cruzamento(marcado em vermelho na foto) mal cinalizado, existem sinaleiros hoje que ajudam muito o transito no local mas estavam todos no alerta, e ao lado da rodovia existe um corrego que esta marcado em azul na foto, um carro que seguia pela rodovia fez a conversão para entrar na rua Argentina entrando no bairro mas foi atingido por outro e acabou indo parar dentro do corrego, infelizmente estava sem minha câmera para registar o ocorrido, o carro ficou em um ângulo de 60 a 75 graus encostado na beira do corrego, e começou a virar, dentro do carro haviam 4 pessoas, duas meninas um homem que conduzia o veiculo e uma senhora de idade, antes que o carro capotasse o que colocaria os passageiros em perigo por causa da agua, vários homens entraram no corrego e seguraram o carro, e começaram a tirar as vitimas, tentamos alertar para não tirarem as vitimas do carro pois não podíamos dizer se e qual a gravidade dos ferimentos, mas não fomos ouvidos, fiquei na borda do corrego aguardo a chagada do socorro, e mais e mais pessoas se aglomeravam no local, as duas meninas foram tiradas de dentro do carro e erguidas e deixadas na beira da rua, o senhor foi retirado do carro e aparentemente estava bem, mas a mulher passava muito mal, mas eles insistiram e tira-los do carro com a mulher desmaiando, acomodaram -na na encosta do corrego que por ser muito ingrime não puderam tirar ela de-lá, enquanto aguardava a chegada dos bombeiros, comecei a ouvir os homens que estavam junto á mulher começarem a gritar pedindo água para as pessoas que assistiam, entrei em desespero, já não bastasse o risco que já haviam colocado a mulher tirando-a do carro ainda queriam dar lhe bebida, comecei a gritar!
Não pode dar água nunca se dá de beber pessoas acidentadas não sabemos os riscos que isso poderia causar! Meu cunhado que também quase foi atingido pelo acidente, parou um caminhão da defesa civil que passava pela BR e pediu socorro, eles foram pro local e começaram a avaliar a situação da mulher passaram por radio cerca de 4 códigos oque não era bom sinal, nisso já haviam se passado cerca de dez minutos do acidente, dentro de 3 minutos chegou o siate e começaram a imobilizar a mulher e a retiraram do corrego dando os primeiros socorros. Após o resgate deixamos o local pois nada mais poderíamos fazer então ainda muito nervosos começamos a avaliar e conversar sobre o ocorrido e comentei com ele de como as pessoas apesar da boa intenção, são ignorantes e despreparadas para situações de risco!
Todos os dias vemos na TV dicas de primeiros socorros, quando passamos pela auto escola, também recebemos essas informações, mas porque quando se deparam com uma situação como essa onde essas informações seriam de extrema importância elas são deixadas de lado e passa a valer apenas a adrenalina de estar ajudando?



PRIMEIROS SOCORROS
                  Prestar socorro é um ato de solidariedade humana. Os primeiros cuidados prestados a qualquer vítima de acidentes ou doenças agudas, podem proteger sua vida, reduzir seu sofrimento e mantê-la em condições de aguardar tratamento especializado. Quem presta os primeiros socorros deve, contudo, estar consciente de suas próprias limitações e não tentar substituir o médico ou profissional especializado.
                  Os primeiros minutos em seguida a um acidente de trânsito podem ser determinantes no destino das vítimas. É preciso agir rápido, prestando de imediato os primeiros socorros aos acidentados. Por outro lado, um atendimento de emergência mal feito pode comprometer ainda mais a saúde das vítimas.
Importante
  • Movimente o acidentado o menos possível.
  • Evite arrancadas bruscas ou súbitas paradas durante o transporte.
  • Mantenha a calma. O transporte deve ser feito sempre em baixa velocidade. É mais seguro e mais cômodo para a vítima.
  • Não interrompa, sob nenhum pretexto, a respiração artificial ou a massagem cardíaca, se estas forem necessárias. Nem mesmo durante o transporte.
Ao presenciar um acidente
    Tome as seguintes providências:
·         Cuide antes de sua segurança. Estacione seu veículo em local seguro e só deixe descer do mesmo as pessoas que estiverem em condições de ajudar.
·         Ligue para 192 de qualquer telefone, aparelho celular ou orelhão. A ligação é gratuita e não é necessário a utilização de ficha.
·         Informe com precisão o local do acidente e os veículos envolvidos. Informe sobre as condições de trânsito no local.
·         Tranqüilize as vítimas que estiverem conscientes informando que o socorro já está a caminho.
·         Avalie a situação das vitimas, caso possível evite move-las e mantenha-as calmas até a chegada do socorro especializado.
·         Faça perguntas importantes como nome das vitimas e números de telefones para contactar a família.
·         Preste os primeiros socorros que estiverem ao seu alcance até a chegada da equipe médica.
                         Enquanto aguarda o socorro - ou nos casos em que não seja possível contactar uma equipe de resgate - deve-se proceder à prestação de primeiros socorros. Comece sinalizando o local do acidente, para evitar o agravamento da situação de modo a dar segurança a quem presta socorro.  
Proceda da seguinte maneira:
·         Acione o pisca - alerta dos veículos próximos ao local.
·         Sinalize e procure isolar o local do acidente. Use triângulo, galhos de árvore ou qualquer outro objeto, sempre colocados a uma distância segura do local.
·         Se estiver escuro, não use fósforos ou qualquer chama exposta, pode haver vazamento de gases podendo provocar incêndios. Use lanternas portáteis, os faróis do seu carro ou outro meio, que não tenha chama, para clarear o local.
Respiração Artificial
                           Respiração artificial é processo mecânico empregado para restabelecer a respiração, e deve ser ministrado imediatamente, em todos os casos de asfixia. Estes começam com uma parada respiratória e podem evoluir para uma parada cardíaca. Garantindo-se a oxigenação pulmonar, há grande probabilidade de reativação do coração e da respiração.
                          A respiração artificial só obterá êxito se a pessoa for atendida o mais cedo possível. Se o paciente for atendido nos primeiros 2 minutos, a probabilidade de salvamento será de 90%. Portanto, o atendimento deve ser feito de imediato, no próprio local do acidente e por qualquer pessoa presente.
Respiração Boca-a-Boca
                          Como o nome indica, trata-se de uma técnica simples em que o socorrista procura apenas encher os pulmões do acidentado, soprando fortemente em sua boca. Para garantir a livre entrada de ar nas vias respiratórias a cabeça do acidentado tem que está na posição adequada. Importante: o pescoço deve ser erguido e flexionado para trás. Em seguida, com ajuda dos polegares, deve-se abrir a boca da vítima. Feito isso, inicie o contato boca-a-boca, descrito a seguir:
·         Aperte as narinas para evitar que o ar escape.
·         Coloque sua boca sobre a do paciente e sopre com força.
·         Afaste a boca para permitir o esvaziamento do pulmão do acidentado.
·         Repita a manobra quantas vezes forem necessárias.
                          Em casos de ferimento nos lábios, pratique o método boca-a-nariz. Esse método é quase igual ao método boca-a-boca, com a diferença de exigir o cuidado de fechar a boca do acidentado enquanto se sopra por suas narinas.
Parada Cardíaca
                          A asfixia pode ser acompanhada de parada cardíaca. Nesses casos graves deve-se tentar reanimar os batimentos cardíacos por meio de um estímulo exterior, de natureza mecânica, fácil de ser aplicado por qualquer pessoa. A parada cardíaca é de fácil reconhecimento, graças a alguns sinais clínicos:
·         inconsciência
·         ausência de batimentos cardíacos
·         parada respiratória
·         extremidades arroxeadas
·         palidez intensa
·         dilatação das pupilas
                          A primeira providência antes da chegada do médico, é a massagem cardíaca. Trata-se da compressão ritmada do tórax da vítima, na altura do coração, por efeito de pressão mecânica. Em casos de asfixia, o exercício pode - e deve ser realizado continuamente até a chegada do médico ou no caso de morte comprovada do acidentado.
Massagem Cardíaca
·         Deite o acidentado de costas, sobre uma superfície dura.
·         Faça pressão sobre o esterno (osso que fica na frente e no centro do tórax), para comprimir o coração de encontro do arco costal posterior e à coluna vertebral.
·         Descomprima rapidamente.
·         Repita a manobra, em um ritmo de 60 a 70 vezes por minuto, até batimentos espontâneos ou até a chegada do médico. A pressão aplicada depende da estrutura física da vítima, para se evitar fraturas.
Hemorragia
                          Hemorragia é a perda de sangue devido ao rompimento de um vaso, que tanto pode ser uma veia quanto uma artéria. Qualquer hemorragia deve ser controlada imediatamente, pois pode levar a vítima à morte em 3 ou 5 minutos se não forem controladas. A hemorragia pode ser interna ou externa.
EM CASO DE HEMORRAGIA NÃO PERCA TEMPO!
Para estancar a hemorragia:
·         Aplique uma compressa limpa de pano, lenço, toalha ou gases sobre o ferimento e pressione com firmeza. Para manter a compressa firme, utilize uma tira de pano, gravata ou cinto.
·         Se o ferimento for pequeno estanque a hemorragia com o dedo, pressionando-o fortemente sobre o corte.
·         Se o ferimento for em uma artéria, ou em um membro, pressione a artéria acima do ferimento para interromper a circulação, de preferência apertando contra o osso.
Hemorragia Nasal
                          Em acidentes de trânsito é comum que a cabeça do motorista ou de um passageiro se choque contra o painel ou outro obstáculo, principalmente quando não se usa o cinto de segurança. O resultado, frequentemente, é a hemorragia nasal. Se o sangue começa a jorrar pelo nariz é preciso que se tome os seguintes cuidados:
·         Ponha o paciente sentado, com a cabeça voltada para trás e aperte-lhe as narinas durante uns 4 ou 5 minutos.
·         Se a hemorragia persistir, coloque um tampão com gases ou algodão dentro das narinas. Além disso aplique um plano humedecido sobre o nariz.
·         Se houver gelo, uma compressa pode ajudar muito.
Hemorragia estomacal
                          Normalmente, a pessoa tem náuseas antes da perda de sangue. Coloque-a deitada de lado com a cabeça virada lateralmente. Procure socorro médico
Hemorragia Pulmonar
                          Após acessos de tosses, sai sangue pela boca em golfadas. Coloque a pessoa deitada de lado com a cabeça mais alta que o corpo. Não deixe-a falar, tente mantê-la calma e procure um médico imediatamente.


Fonte: detran

Fiquei revoltada por dois motivos, se aquele sinaleiro estivesse funcionando naquele momento esse acidente não teria ocorrido! Porque as 21 horas de um domingo um sinaleiro de tamanha importância estava desactivado?
Segundo, quando está passando o BIGBROTHER  ou quando tem gente em cabines fazendo cenas extremamente desnecessárias e cruéis por um punhado de dinheiro como no SOLITÁRIOS ou quando tem famosos falando merda na FAZENDA todos estão atentos e sabem tudo oque se passa nos realitys shows(que de reality não tem nada na minha opinião!), mas na hora em que informações como primeiros socorros que volte meia passam na TV, são necessárias, ninguém se lembra de usá-las?
A ignorância humana vai acabar com a humanidade, isso é revoltante e acima de tudo lamentável!



A única coisa que eu vi que mostrou que um momento como aquele poderia ser belo foi o fato de que nesse dia teve um jogo atletiba onde a rivalidade entre os times acaba muitas vezes em violência e destruição, mas aquele acidente uniu torcedores dos dois times em prol de ajudar as vitimas do acidente, de mãos dadas em volta do poste segurando um na camisa do outro, para ajudar os outros homens que viriam a ajudar a chegarem ao local onde estavam as vitimas. Parabéns aos torcedores que estavam la naquele momento e mostraram que um time é maior que todos os outros, o time da solidariedade. Meus sinceros parabéns!Vitoriosos pela solidariedade!!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Pitbull: Vilão ou Vítima?

Desmitificando a raça
Muito tem se falado do pitbull.
Será esta uma raça de cães assassinos em potencial?
Ou será apenas mais uma vítima da falta de informação do público?

Pit Bull, o grande vilão?

Pit Bull, o cão assassino, quem não conhece hoje no mundo essa temível raça, que ataca sempre crianças e velhos pelo mundo todo.
Esses cães estão por aí, fazendo cada vez mais e mais vítimas, mas, o que faz com que esses cães ataquem ferozmente as pobres pessoas indefesas?
Seu instinto assassino... dizem alguns, sãos cães de laborátorio... dizem outros.
Alguém já parou pra pensar quem é que está por trás de tudo isso?
Antes de comprar o jornal com o Pit Bull na capa, de ligar a tv para ver aquela matéria intitulada: ¨Cão pit Bull, mata criança¨, pare e pense.
O pit bull é vítima, ou culpado?
Ele não nasce querendo matar, não tem instinto assassino.
Seus donos, verdadeiros animais, torturam tais cães a ponto, muitas vezes, de fazer com que eles ataquem seus própios donos.
Esses cães passam por torturas que sem o mínimo exagero, podem ser comparadas as torturas sofridas pelos militantes da época da nossa ditadura.
E pra quê?, Para usá-lós como arma viva, ou em ¨rinhas¨, para seus fins mesquinhos e lucrativos.
A mídia por sua vez, vende o mito, o cão assassino, assim vendem jornal, e se promovem cada vez mais.
Você raramente vê um ataque de Pit Bull a um homem adulto de 35 anos, os pit bulls não atacam só crianças e idosos, mas mostrando apenas tais casos, a mídia conseguiu consagrar o Pit Bull como um cão covarde.
Mas, covardes mesmo, são seus donos, que criam uma arma em casa a custo da dor dos pobres animais, que sem saber entre o certo e o errado, as vezes, raras vezes, atacam as pessoas.
E no fim, o bichos são sacrificados, e seus donos impunemente soltos nas ruas,estão livres para adiquirir uma arma nova.
Assim como o bulldog, o American Pitbull Terrier é um cão que foi desenvolvido para brigas com touros e ursos(motivos egoístas desde o inicio). É extremamente forte e pode se tornar agressivo com o treinamento específico. No entanto, também pode aprender a ser pacífico e obediente. A raça como um todo possui certa tendência à combatividade, mas os filhotes não nascem agressivos. Se bem educado, o pitbull pode se tornar sociável e extremamente fiel ao seu dono, obedecendo a todos os comandos. Cães descontrolados, que atacam pessoas na rua, são frutos da ignorância - ou má fé - de seus donos.
É importante lembrar que freqüentemente são construídos mitos em torno de certas raças. Já foram vítimas o dobermann, o rottweiller e diversas outras raças de cães de guarda. Na mídia, ressalta-se sempre a ameaça que o cachorro e sua raça representam, freqüentemente deixando-se de enfatizar a imaturidade, a ignorância e a irresponsabilidade dos donos. O cão é sempre o vilão, que ataca sem ser comandado e até mesmo ataca o próprio dono, quando este tenta controlá-lo. Poucas pessoas sabem, no entanto, que este comportamento provém da criação inadequada do filhote e não de uma possível agressividade inerente ao cão ou à raça.
O que mais se vê atualmente são indivíduos inescrupulosos que treinam seus cães tornando-os violentos, como uma forma de reafirmar sua masculinidade e mostrar poder. Não é à toa que a raça está sendo associada a pessoas que praticam artes maciais com os mesmos objetivos.
Desta forma, todos os criadores e admiradores da raça pitbull estão arcando com as conseqüências de tais pessoas irresponsáveis, uma vez que a opinião pública foi voltada contra a raça e estão sendo votados projetos de lei em vários estados brasileiros em prol da eliminação do American Pitbull Terrier.
A idéia de proibir a raça, sacrificar ou mesmo castrar animais violentos é absurda se for tomada como uma medida isolada, pois logo serão encontradas outras raças que se encaixem nos objetivos das pessoas que atualmente criam animais agressivos. Tem-se sim que atacar a raiz do problema, punindo os responsáveis pelos acidentes.

Leia a carta que Matheus Schier Brock  enviou.



Briga de cães - DENUNCIE!

Rinha não é esporte, é uma prática criminosa, fruto de mentes doentias.
Além da crueldade com os animais, muitas vezes, as rinhas estão ligadas a outras atividades ilegais e criminosas. Alguns fatos:

  •   os animais são obrigados a lutar até que um deles morra ou o dono desista em virtude de ferimentos agravados 
  • muitos ficam mantidos sem agua, luz e comida por até um dia antes da luta para almentar o stress e a ferocidade
  •   as pessoas envolvidas em brigas de cães freqüentemente estão envolvidas também em jogos ilegais, tráfico ou posse de drogas e armas ilegais.
  •   as pessoas envolvidas em brigas de cães têm, em sua maioria, histórico de atitudes violentas ou criminosas em relação a pessoas.
  •   os cães treinados para briga tornam-se mais violentos e atacam as pessoas sem motivos aparentes.
  •   não é raro que as pessoas envolvidas em brigas de cães levem crianças para assistir as rinhas.
  •   a degradação dos animais que participam de rinhas é extremamente grave - o gasto do dono de um cão vencedor com o veterinário, sai, em média, por 600 reais.
  • os animais(nós tambem) temos lembranças genéticas,  não foi comprovado ainda, mas á indicios de que de certo modo nos lembramos de coisas que nossos pais viveram. Então um filhote de pais que viveram crueldade podem ser mais agrecivos. 
         Valor de cão de rinha:

  • Um cão de rinha é avaliado, segundo depoimento de participantes pelo poder de ataque.
  • Se um cão não quer brigar perde status, quanto mais rápido a morte chega ao rival, mais valioso é o cão( nos combates chamados: Até que a morte os separe ou originalmente'Till Death do Us Part').
  • Nas batalhas de desistência, quanto maior a destruição causada ao outro cão mais status ganha o cão e seu preço se eleva.
  • Existem cães que chegam a valer entre os participantes de 1.000 á 15.000 reais.
  •  Diz que a vida útil de um cão é determinada pela sua vontade de matar, e os mais ferozes recebem mais apostas dando mais lucros ao dono!




Locais de possível atividade de brigas de cães:
  •   casas abandonadas
  •   garagens
  •   ferro-velhos
  •   porões
  •   galpões
  •   fazendas e sítios

    Outras raças envolvidas em rinhas:

  •   Boxer
  •   Bulldog
  •   Bullmastiff
  •   Bull Terrier
  •   Dogo Argentino
  •   Dogue de Bordeaux
  •   Mastiff
  •   Mastim Napolitano
  •  Tosa Inu

    Características de cães de briga:
  •   orelhas curtas, muitas vezes amputadas
  •   feridas e machucados constantes
  •   cicatrizes na cabeça, pescoço, pernas e orelhas
  •  cicatrizes de pontos e de lacerações
  •  feridas constantes com sangramento notável

Crueldade contra pitbulls:


A Sociedade Protetora dos Animais atendeu uma denúncia chocante,  em Maringá. Uma pitbull levou uma enxadada de sua dona. A mulher, muito fria, disse que o filho que vive drogado, havia pego a cachorra e levado pra casa sem consentimento dela, e que o animal avançou nela. O fato é que a cadela é mansa, e estava havia dias sem comer e beber.
As pessoas têm que se conscientizar que todos temos problemas, e que nada se resolve atacando um animal amarrado e fraco, lembra a entidade. A mulher será indiciada pela Spam, por ferir a lei de proteção aos animais, Lei 9.605/98, e poderá pegar prisão de até 1 ano, multa ou serviço comunitário. Se a cadela morrer, aumenta o agravante.

Bom muitos já devem ter visto esta imagem circular na internet:


Gypsy 1

Este é Gypsy, o PitBull que Lutou para viver.


.Gypsy 5

Gypsy era um cão que participava de Rinhas

Gypsy 2

Brigas de cachorro por dinheiro...

Gypsy 4

e numa dessas brigas foi destroçado....
e jogado na sargeta... como Lixo.

Gypsy 3
Não gosta do que vê?

pois é
ninguém gosta.
mas existe.
isso é a realidade dessas rinhas entre animais, que não ocorrem apenas com cães, cavalos, porcos, galos, passaros e até peixes são explorados até a morte nesse tipo de atitude cruel e doentia.

Mas, afinal, o que aconteceu com este pobre e sofrido cão? Ele se recuperou? Ele morreu?

Sua Dona escreveu uma carta.
como se fosse o Gypsy.
Contando toda a sua História.
CARTA DE GYPSY
Eu fui usado como cão-de-briga para um esporte dos humanos, despedaçado por lutar contra outros cães e então jogado à beira de uma estrada, deixado para morrer como se fosse uma pilha de lixo. Uma velhinha me encontrou e, quando ela olhou para mim, vi o horror estampado em seu rosto. Eu vi o puro amor nos olhos dela e, embora eu estivesse à beira da morte, senti quando ela me pegou no colo e me colocou no carro. Eu estava tão doente de infecções, febre, necrose e ferimentos… por que ela se importaria?
Ela me levou a uma clínica veterinária e ligações foram feitas para uma certa Joann para saber se ela poderia cuidar de mim. Eu ouvi quando a dra. Lowery disse: “Sim, eu posso tentar”. Então vieram cobertores quentes, agulhas anti-sépticas, vozes sussurradas. Havia anjos ali. Alguém estava rezando. Uma pessoa chamada Cindy pousava sua mão sobre mim e me pedia para ficar. Eu não podia comer. A infecção estava por toda parte, meu rosto estava se decompondo. Então eles tiveram que tirar minha perna. O dr. McLean parecia tão triste. Então Myra veio e ficou comigo. Quando ela tentou sair, eu chorei. Eu não queria ser deixado sozinho. Eu não queria morrer sozinho.
Joann e Doug vieram e me abraçaram. Eu não sabia o que era um abraço até então. Eu não entendia o que era o amor ou o que era ter alguém se importando com você. Eu fiz muitas cirurgias desde então. Uma viagem de carro do Tenessee até uma outra clínica. Meus lábios tinham caído, assim como parte do meu nariz.
Um outro médico consertou meu rosto. Ernie me chamava carinhosamente de “Frankencão”. Pessoas de todo o mundo mandaram dinheiro, rezaram e falaram sobre cães-de-briga e pessoas crueis.


Obrigado a todos por me amarem. Agora eu tenho um propósito e uma vida.
Com amor,
Gypsy



Bom o Importante é que ele está bem^^
mas...
Querendo ou não a violência com os animais existe.
cabe a nós tentar mudar um pouco as coisas.





estes videos mostram pittbulls em sua real forma, amigos, companheiros, obedientes, fortes, destemidos, eles fazem apenas oque são treinados a fazer!!
descartados como lixo após rinhas até a morte para encher o bolso de seus donos

maltratados

tratados como objeto
cão terinado para rinhas escapa e é morto pela policia após matar jovem.
Pittbull famiminto escapa e mata poodle para se alimentar


 Veja a história desse pitt:

A farmacêutica Katia Bagatoli, 31 anos, abriu e fechou o portão de seu prédio na Avenida Sarandi, na zona norte de Porto Alegre, às 7h de uma quarta-feira. Iria passear com Lucky, seu poodle de 10 anos. Conforme relato de Katia, antes de dar os primeiros passos, um jovem passou de bicicleta e, atrás dele, um cão pitbull. O animal avançou contra ela e o poodle, que acabou sendo morto pelo pitbull.

— O pitbull veio para cima. Ele avançou e consegui pegar e puxar o cachorro (poodle). A porta estava trancada e eu não conseguia abrir. Aí o pitbull conseguiu pegar o meu cachorro.

O vizinho Nilton Maya ligou às 7h14min para a Brigada Militar. Conforme Katia, os policiais chegaram entre 40 minutos e uma hora depois. A essa altura, o poodle já estava morto e o pitbull o devorava.

— Esse cachorro (pitbull) estava morto de fome — observou o porteiro do prédio onde mora a dona do poodle, Sidnei Delani.

Policiais do 20º BPM chegaram ao local em 10 minutos, de acordo com o tenente-coronel Florivaldo Pereira Damasceno, mas não tinham equipamento para levar o pitbull. Assim, acionaram o Batalhão Ambiental.

— Tive que presenciar isso por duas horas — salientou Katia.

Os policiais colocaram uma corda em torno do pescoço do pitbull, que se mostrou dócil após ter se alimentado. A seguir, foi colocado em uma caminhonete do Batalhão Ambiental e encaminhado ao Centro de Controle de Zoonoses da prefeitura.

O sargento Carlos Dinanci explicou que a viatura que atende às ocorrências não estava pronta no momento em que o Batalhão Ambiental foi acionado. O veículo tinha sido consertado no dia anterior e os equipamentos estavam em outro automóvel que não é adaptado para transportar animais.

— Estavam equipando a viatura.

O tenente-coronel Damasceno relatou que os policiais preferiram não fazer nada com o pitbull porque não tinham equipamentos. Ele argumentou que não queriam causar mais uma morte de cão no local e seria arriscado disparar um tiro por causa da quantidade de pessoas que acompanhavam o caso na rua. O oficial ressaltou que o responsável pelo pitbull pode sofrer a punição prevista na legislação de crimes ambientais, que é de três meses a um ano de prisão e multa de R$ 200.

VEJA ESTAS IMAGENS:




E agora me diga quem é o vilão?
 

O HOMEM OU O CÃO?

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

DOA-SE COM URGÊNCIA...


* Criança clara, olhos azuis, se porta bem a mesa, vai bem aos estudos. Dócil com humanos e animais.
Motivo da doação: Comprei uma geladeira nova e não terá mais espaço para ela. Caso não arrume adotante, será entregue a algum abrigo, já tentei de tudo.

* Criança especial, míope. Dá muito trabalho e não tenho tempo de cuidar. Soltarei nas ruas caso não a doe até sábado.

* Senhor idoso, diabético. Os gastos são muito altos e como estou desempregada, não posso custear o tratamento. Precisa de cuidados. Mudarei de casa também, para um local pequeno, não terei espaço e saco para cuidar de um velho. Urgente.

* Adolescente mal criado e rebelde. Faz sua bagunça pela casa toda, tenho que ficar pegando as coisas, fala alto, não me obedece.. Estou louca com isso. Não sei mais o que fazer. Vou entregá-lo a própria sorte.

* Vi num anúncio que vocês cuidam de abandonados. Estarei levando uma adulta a vocês hoje, é minha mãe. Como estou de casamento marcado, não quero incômodos. Ela lava, passa e cozinha.


Ficou chocado(a) com os anuncios acima? E se fossem animais você reagiria da mesma forma?

NÃO SE ABANDONA ANIMAIS À PRÓPRIA SORTE, NAS RUAS OU NOS CENTROS DE CONTROLE DE ZOONOSES.
O GRANDE PECADO, QUE  ELES COMETERAM, FOI TER ACREDITADO NA BONDADE DAS PESSOAS.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

A MORTE DO AMOR

 

Ouvimos, muitas vezes, que o ser humano não é uma ilha, e que  não consegue viver só. Diz-se, ainda, que não há vida, sem o amor. Alardeiam que qualquer vida saudável deve assentar-se nesse sentimento. O que acontece quando o AMOR morre? Alguém está presente para lhe apresentar os pêsames, ou sugerir algo que o substitua?

Já experimentou a dor, ao perceber que seu AMOR morreu? Não aquele amor que se foi, porque a pessoa, objeto desse amor, se apaixonou por outra pessoa. Mas aquele AMOR que arrefeceu, sem que percebêssemos, que ele já estava desfalecendo há algum tempo. Primeiro, porque não se acreditava que esse AMOR pudesse correr qualquer risco. Segundo, porque esse sintoma não se manifesta de forma agressiva, num primeiro momento. Nem se faz presente através dos acessos de ciúmes ou briga passageira. Se disso, nos apercebêssemos, com certeza faríamos de tudo para salvá-lo. É óbvio, pois quem ama, ou já amou, nunca esquece o quanto o AMOR é importante em sua vida.

Um dos primeiros sintomas que nos mostra que o AMOR está adoecendo, é a forma negativa, com que duas pessoas por ele plugadas, inadvertidamente, passam a  se  tratar Então, só notam que seus sentimentos foram feridos, sem saber o porquê. Tanto pode acontecer por parte de um homem, quanto de uma mulher, por não perceberem qual o tipo de AMOR que um ou outro necessita. Começam, assim,os primeiros conflitos e o esmaecimento afetivo.

Quando as pessoas acham que não são mais amadas tanto como antes, passam a agir de forma diferente. Como resultante desse descontentamento, pouco a pouco deixam de fazer o que faziam antes, quando do surgimento da paixão tresloucada e da sua transmutação para o AMOR.

A mente apaga, aos poucos, o passado romântico como: um olhar no olhar, os gracejos, os abraços ou os toques sutis, por exemplo, ou quaisquer outros atos, que deram origem ao AMOR. Ou ainda, a noite mágica em que sonharam acordados até o dia amanhecer, antes que a lua e a estrela brilhante, se retirassem do cenário, tornando-se o maior símbolo do sentimento que ali nascia. E a música especial, que pouco a pouco deixa de expressar o grande momento que a fizeram ser, o hino desse AMOR. E, ainda deixam de recordar cada momento especial, que viveram ao toque, da primeira estrofe.

E, quando deixam de pensar um no outro, num crescendo, a cada dia que passa? Será que também não é um sintoma de que o vínculo sentimental está merecendo uma atenção especial, antes que feneça? Há quem diga que, a paixão é resultado do sexo com amor, pois sexo sem amor é apenas amizade. E o AMOR? Não pode continuar a ser apenas AMOR, mesmo sem paixão? Será que quando acaba a paixão e ela se transmuda para AMOR, este já não caminha para o fim? O limite entre a paixão e o amor, ainda não tem definição racional e universal, embora pareça certo, que inexista alguém que nunca tenha se apaixonado e amado.

O AMOR merece ser comemorado e preservado pelos que realmente se amam.    O AMOR perde seu sistema imunológico quando param de cuidar dele, sem se aperceberem dos seus vestígios de cansaço. E passa a adoecer quando o dia do seu nascimento é relegado a um plano inferior.

Diz-se que quem ama perdoa e, quando o perdão não vem, é porque o amor deixou de ser o alimento da relação sentimental.

O AMOR adoece quando deixa de ser um elo importante entre duas pessoas que passam a cobrar um do outro, atenção, carinho, admiração, aceitação e devoção, sem perceber que ambos estão, cada vez mais distanciados. Às vezes, perto demais, mais longe muito longe de um sentimento, chamado AMOR. Quem sofre mais? É difícil saber.  Contudo, se estavam interligados pelo interligados pelo AMOR, há reciprocidade no sofrimento e desencontros.

Sentindo-se infelizes, culpam-se mutuamente, pelos seus infortúnios. Surgem as desculpas, que não curam e só comprometem a integridade do "AMOR", fazendo surgir em seu lugar, um novo sentimento o "DESAMOR". Esqueceram-se do quanto foram felizes, quando estavam envolvidos, totalmente, pelo "AMOR". Buscam a felicidade, tentando um mudar o outro, porque não se sentem mais aceitos do jeito que são, esquecendo-se que também estão agindo do mesmo modo.
.
E quando o AMOR está morrendo, ele faz com que as pessoas deixem de sentir prazer e que passem apenas a sentir obrigação de manter uma relação quase fantasiosa. Sem perceber, cada um busca um motivo para ficar ausente ou distanciado. Usam-se artifícios, desculpas e qualquer outra coisa que justifique a atitude pessoal de cada um dos amantes.

Instaura-se a falência da relação afetiva, que tende a desaparecer, como se a paixão, o amor e tudo mais, que foi alimento de duas almas, que se diziam gêmeas, não tivessem existido.



 

 

Na busca por conselhos, sugestões, alternativas, que não se encontra respostas seguras e adequadas, porque o AMOR não vem acompanhado de bula, até porque ele transcende a qualquer possibilidade de definição lógica e consensual. Para o mundo, intelectualizado ou não, AMOR é AMOR e pronto.

Quem se arriscaria a explicar A MORTE DO AMOR?

Neusa Hermelinda de Melo

2011 um ano muito...

Sinistro....
Aí vai algo muuuuuuito estranho...
Este ano vamos experimentar quatro datas incomuns:
1/1/11, 1/11/11, 11/1/11 e 11/11/11.
E tem mais !!!
Pegue os últimos 2 dígitos do ano em que nasceu
mais a idade que você vai ter este ano
e a sua soma será igual a 111 para todos.
ALGUÉM EXPLICA O QUE É ISSO ???