terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Pitbull: Vilão ou Vítima?

Desmitificando a raça
Muito tem se falado do pitbull.
Será esta uma raça de cães assassinos em potencial?
Ou será apenas mais uma vítima da falta de informação do público?

Pit Bull, o grande vilão?

Pit Bull, o cão assassino, quem não conhece hoje no mundo essa temível raça, que ataca sempre crianças e velhos pelo mundo todo.
Esses cães estão por aí, fazendo cada vez mais e mais vítimas, mas, o que faz com que esses cães ataquem ferozmente as pobres pessoas indefesas?
Seu instinto assassino... dizem alguns, sãos cães de laborátorio... dizem outros.
Alguém já parou pra pensar quem é que está por trás de tudo isso?
Antes de comprar o jornal com o Pit Bull na capa, de ligar a tv para ver aquela matéria intitulada: ¨Cão pit Bull, mata criança¨, pare e pense.
O pit bull é vítima, ou culpado?
Ele não nasce querendo matar, não tem instinto assassino.
Seus donos, verdadeiros animais, torturam tais cães a ponto, muitas vezes, de fazer com que eles ataquem seus própios donos.
Esses cães passam por torturas que sem o mínimo exagero, podem ser comparadas as torturas sofridas pelos militantes da época da nossa ditadura.
E pra quê?, Para usá-lós como arma viva, ou em ¨rinhas¨, para seus fins mesquinhos e lucrativos.
A mídia por sua vez, vende o mito, o cão assassino, assim vendem jornal, e se promovem cada vez mais.
Você raramente vê um ataque de Pit Bull a um homem adulto de 35 anos, os pit bulls não atacam só crianças e idosos, mas mostrando apenas tais casos, a mídia conseguiu consagrar o Pit Bull como um cão covarde.
Mas, covardes mesmo, são seus donos, que criam uma arma em casa a custo da dor dos pobres animais, que sem saber entre o certo e o errado, as vezes, raras vezes, atacam as pessoas.
E no fim, o bichos são sacrificados, e seus donos impunemente soltos nas ruas,estão livres para adiquirir uma arma nova.
Assim como o bulldog, o American Pitbull Terrier é um cão que foi desenvolvido para brigas com touros e ursos(motivos egoístas desde o inicio). É extremamente forte e pode se tornar agressivo com o treinamento específico. No entanto, também pode aprender a ser pacífico e obediente. A raça como um todo possui certa tendência à combatividade, mas os filhotes não nascem agressivos. Se bem educado, o pitbull pode se tornar sociável e extremamente fiel ao seu dono, obedecendo a todos os comandos. Cães descontrolados, que atacam pessoas na rua, são frutos da ignorância - ou má fé - de seus donos.
É importante lembrar que freqüentemente são construídos mitos em torno de certas raças. Já foram vítimas o dobermann, o rottweiller e diversas outras raças de cães de guarda. Na mídia, ressalta-se sempre a ameaça que o cachorro e sua raça representam, freqüentemente deixando-se de enfatizar a imaturidade, a ignorância e a irresponsabilidade dos donos. O cão é sempre o vilão, que ataca sem ser comandado e até mesmo ataca o próprio dono, quando este tenta controlá-lo. Poucas pessoas sabem, no entanto, que este comportamento provém da criação inadequada do filhote e não de uma possível agressividade inerente ao cão ou à raça.
O que mais se vê atualmente são indivíduos inescrupulosos que treinam seus cães tornando-os violentos, como uma forma de reafirmar sua masculinidade e mostrar poder. Não é à toa que a raça está sendo associada a pessoas que praticam artes maciais com os mesmos objetivos.
Desta forma, todos os criadores e admiradores da raça pitbull estão arcando com as conseqüências de tais pessoas irresponsáveis, uma vez que a opinião pública foi voltada contra a raça e estão sendo votados projetos de lei em vários estados brasileiros em prol da eliminação do American Pitbull Terrier.
A idéia de proibir a raça, sacrificar ou mesmo castrar animais violentos é absurda se for tomada como uma medida isolada, pois logo serão encontradas outras raças que se encaixem nos objetivos das pessoas que atualmente criam animais agressivos. Tem-se sim que atacar a raiz do problema, punindo os responsáveis pelos acidentes.

Leia a carta que Matheus Schier Brock  enviou.



Briga de cães - DENUNCIE!

Rinha não é esporte, é uma prática criminosa, fruto de mentes doentias.
Além da crueldade com os animais, muitas vezes, as rinhas estão ligadas a outras atividades ilegais e criminosas. Alguns fatos:

  •   os animais são obrigados a lutar até que um deles morra ou o dono desista em virtude de ferimentos agravados 
  • muitos ficam mantidos sem agua, luz e comida por até um dia antes da luta para almentar o stress e a ferocidade
  •   as pessoas envolvidas em brigas de cães freqüentemente estão envolvidas também em jogos ilegais, tráfico ou posse de drogas e armas ilegais.
  •   as pessoas envolvidas em brigas de cães têm, em sua maioria, histórico de atitudes violentas ou criminosas em relação a pessoas.
  •   os cães treinados para briga tornam-se mais violentos e atacam as pessoas sem motivos aparentes.
  •   não é raro que as pessoas envolvidas em brigas de cães levem crianças para assistir as rinhas.
  •   a degradação dos animais que participam de rinhas é extremamente grave - o gasto do dono de um cão vencedor com o veterinário, sai, em média, por 600 reais.
  • os animais(nós tambem) temos lembranças genéticas,  não foi comprovado ainda, mas á indicios de que de certo modo nos lembramos de coisas que nossos pais viveram. Então um filhote de pais que viveram crueldade podem ser mais agrecivos. 
         Valor de cão de rinha:

  • Um cão de rinha é avaliado, segundo depoimento de participantes pelo poder de ataque.
  • Se um cão não quer brigar perde status, quanto mais rápido a morte chega ao rival, mais valioso é o cão( nos combates chamados: Até que a morte os separe ou originalmente'Till Death do Us Part').
  • Nas batalhas de desistência, quanto maior a destruição causada ao outro cão mais status ganha o cão e seu preço se eleva.
  • Existem cães que chegam a valer entre os participantes de 1.000 á 15.000 reais.
  •  Diz que a vida útil de um cão é determinada pela sua vontade de matar, e os mais ferozes recebem mais apostas dando mais lucros ao dono!




Locais de possível atividade de brigas de cães:
  •   casas abandonadas
  •   garagens
  •   ferro-velhos
  •   porões
  •   galpões
  •   fazendas e sítios

    Outras raças envolvidas em rinhas:

  •   Boxer
  •   Bulldog
  •   Bullmastiff
  •   Bull Terrier
  •   Dogo Argentino
  •   Dogue de Bordeaux
  •   Mastiff
  •   Mastim Napolitano
  •  Tosa Inu

    Características de cães de briga:
  •   orelhas curtas, muitas vezes amputadas
  •   feridas e machucados constantes
  •   cicatrizes na cabeça, pescoço, pernas e orelhas
  •  cicatrizes de pontos e de lacerações
  •  feridas constantes com sangramento notável

Crueldade contra pitbulls:


A Sociedade Protetora dos Animais atendeu uma denúncia chocante,  em Maringá. Uma pitbull levou uma enxadada de sua dona. A mulher, muito fria, disse que o filho que vive drogado, havia pego a cachorra e levado pra casa sem consentimento dela, e que o animal avançou nela. O fato é que a cadela é mansa, e estava havia dias sem comer e beber.
As pessoas têm que se conscientizar que todos temos problemas, e que nada se resolve atacando um animal amarrado e fraco, lembra a entidade. A mulher será indiciada pela Spam, por ferir a lei de proteção aos animais, Lei 9.605/98, e poderá pegar prisão de até 1 ano, multa ou serviço comunitário. Se a cadela morrer, aumenta o agravante.

Bom muitos já devem ter visto esta imagem circular na internet:


Gypsy 1

Este é Gypsy, o PitBull que Lutou para viver.


.Gypsy 5

Gypsy era um cão que participava de Rinhas

Gypsy 2

Brigas de cachorro por dinheiro...

Gypsy 4

e numa dessas brigas foi destroçado....
e jogado na sargeta... como Lixo.

Gypsy 3
Não gosta do que vê?

pois é
ninguém gosta.
mas existe.
isso é a realidade dessas rinhas entre animais, que não ocorrem apenas com cães, cavalos, porcos, galos, passaros e até peixes são explorados até a morte nesse tipo de atitude cruel e doentia.

Mas, afinal, o que aconteceu com este pobre e sofrido cão? Ele se recuperou? Ele morreu?

Sua Dona escreveu uma carta.
como se fosse o Gypsy.
Contando toda a sua História.
CARTA DE GYPSY
Eu fui usado como cão-de-briga para um esporte dos humanos, despedaçado por lutar contra outros cães e então jogado à beira de uma estrada, deixado para morrer como se fosse uma pilha de lixo. Uma velhinha me encontrou e, quando ela olhou para mim, vi o horror estampado em seu rosto. Eu vi o puro amor nos olhos dela e, embora eu estivesse à beira da morte, senti quando ela me pegou no colo e me colocou no carro. Eu estava tão doente de infecções, febre, necrose e ferimentos… por que ela se importaria?
Ela me levou a uma clínica veterinária e ligações foram feitas para uma certa Joann para saber se ela poderia cuidar de mim. Eu ouvi quando a dra. Lowery disse: “Sim, eu posso tentar”. Então vieram cobertores quentes, agulhas anti-sépticas, vozes sussurradas. Havia anjos ali. Alguém estava rezando. Uma pessoa chamada Cindy pousava sua mão sobre mim e me pedia para ficar. Eu não podia comer. A infecção estava por toda parte, meu rosto estava se decompondo. Então eles tiveram que tirar minha perna. O dr. McLean parecia tão triste. Então Myra veio e ficou comigo. Quando ela tentou sair, eu chorei. Eu não queria ser deixado sozinho. Eu não queria morrer sozinho.
Joann e Doug vieram e me abraçaram. Eu não sabia o que era um abraço até então. Eu não entendia o que era o amor ou o que era ter alguém se importando com você. Eu fiz muitas cirurgias desde então. Uma viagem de carro do Tenessee até uma outra clínica. Meus lábios tinham caído, assim como parte do meu nariz.
Um outro médico consertou meu rosto. Ernie me chamava carinhosamente de “Frankencão”. Pessoas de todo o mundo mandaram dinheiro, rezaram e falaram sobre cães-de-briga e pessoas crueis.


Obrigado a todos por me amarem. Agora eu tenho um propósito e uma vida.
Com amor,
Gypsy



Bom o Importante é que ele está bem^^
mas...
Querendo ou não a violência com os animais existe.
cabe a nós tentar mudar um pouco as coisas.





estes videos mostram pittbulls em sua real forma, amigos, companheiros, obedientes, fortes, destemidos, eles fazem apenas oque são treinados a fazer!!
descartados como lixo após rinhas até a morte para encher o bolso de seus donos

maltratados

tratados como objeto
cão terinado para rinhas escapa e é morto pela policia após matar jovem.
Pittbull famiminto escapa e mata poodle para se alimentar


 Veja a história desse pitt:

A farmacêutica Katia Bagatoli, 31 anos, abriu e fechou o portão de seu prédio na Avenida Sarandi, na zona norte de Porto Alegre, às 7h de uma quarta-feira. Iria passear com Lucky, seu poodle de 10 anos. Conforme relato de Katia, antes de dar os primeiros passos, um jovem passou de bicicleta e, atrás dele, um cão pitbull. O animal avançou contra ela e o poodle, que acabou sendo morto pelo pitbull.

— O pitbull veio para cima. Ele avançou e consegui pegar e puxar o cachorro (poodle). A porta estava trancada e eu não conseguia abrir. Aí o pitbull conseguiu pegar o meu cachorro.

O vizinho Nilton Maya ligou às 7h14min para a Brigada Militar. Conforme Katia, os policiais chegaram entre 40 minutos e uma hora depois. A essa altura, o poodle já estava morto e o pitbull o devorava.

— Esse cachorro (pitbull) estava morto de fome — observou o porteiro do prédio onde mora a dona do poodle, Sidnei Delani.

Policiais do 20º BPM chegaram ao local em 10 minutos, de acordo com o tenente-coronel Florivaldo Pereira Damasceno, mas não tinham equipamento para levar o pitbull. Assim, acionaram o Batalhão Ambiental.

— Tive que presenciar isso por duas horas — salientou Katia.

Os policiais colocaram uma corda em torno do pescoço do pitbull, que se mostrou dócil após ter se alimentado. A seguir, foi colocado em uma caminhonete do Batalhão Ambiental e encaminhado ao Centro de Controle de Zoonoses da prefeitura.

O sargento Carlos Dinanci explicou que a viatura que atende às ocorrências não estava pronta no momento em que o Batalhão Ambiental foi acionado. O veículo tinha sido consertado no dia anterior e os equipamentos estavam em outro automóvel que não é adaptado para transportar animais.

— Estavam equipando a viatura.

O tenente-coronel Damasceno relatou que os policiais preferiram não fazer nada com o pitbull porque não tinham equipamentos. Ele argumentou que não queriam causar mais uma morte de cão no local e seria arriscado disparar um tiro por causa da quantidade de pessoas que acompanhavam o caso na rua. O oficial ressaltou que o responsável pelo pitbull pode sofrer a punição prevista na legislação de crimes ambientais, que é de três meses a um ano de prisão e multa de R$ 200.

VEJA ESTAS IMAGENS:




E agora me diga quem é o vilão?
 

O HOMEM OU O CÃO?

11 comentários:

  1. o homem sempre o foi e sempre o será

    ResponderExcluir
  2. OI PESSOAL:
    TENHO UM PIT BULL A MAIS DE 4 ANOS,ELE É UM MEMBRO DA MINHA FAMILIA,É MUITO AMADO,EDUCADO E FIEL.tODOS OS NOSSOS AMIGOS ACABAM SE ACOSTUMANDO E NOSSOS VIZINHOS TAMBEM GOSTAM DELE,TODAS AS MANHÂS ACOMPANHA AS VIZINHAS ATE O PONTO DE ONIBUS,UMA DE CADA VEZ E SO VOLTA DEPOIS QUE ELAS PARTEM.MEU FILHO DE 3 ANOS BRINCA COM ELE E COM OUTRAS CRIANÇAS EM CASA.EU TENHO MEDO POIS SEI QUE ELE E MUITO FORTE E NAO ADIMITE OUTRO MACHO NA AREA E ACABA ATACANDO OUTROS CAES.ISSO ASSUSTA QUEM NAO O CONHECE AUMENTANDO A FAMA DE MAL.ESPERO EM DEUS PODER COLOCAR LOGO UMA GRADE PARA PROTEGER O MEU CACHORRO.

    ResponderExcluir
  3. eu tenho 2 pittbus e são doces,e eu não faria o q essas pessoas mas e crues fazen com seus cães.eu fasso o q for para protegelos,saõ meus amores.um abraço.os nomes deles zanho.jade

    ResponderExcluir
  4. isso é um assassino frio e sem piedade que tem distúrbios de comportamento, um monstro criado em laboratório, um erro da natureza, deveriam ser exterminados todos eles da face da terra.

    Essa historia de dizer que é por causa da criação que eles são agressivos é conversa fiada, é papo de quem gosta de defender essa raça,criado com carinho ou naum, ta no seu próprio extinto ser um cão agressivo.

    Ninguém pode reprimir o extinto animal pq vc naum sabe e nem sente o que se passa com o animal, conheço pessoas que criaram esse monstro com carinho e amor e mesmo assim atacaram seus donos, quero ouvir vc dizer que ele é um cão meigo e dócil quando ele tiver arrancando teu braço ou tua cara.

    Se eu fosse governador do meu estado mandaria matar todos eles, e quem se atrevesse a criar teria que pagar uma multa e o cão teria que ser preso e morto.

    ResponderExcluir
  5. pelo visto o proprio dono desse site é afavor da defesa dessas aberrações da natureza, provavelmente ele vai remover meu comentario rsrsrsrsr.

    Pra mim quem gosta de criar esses monstros tbem deve ter algum tipo de disturbio mental

    Uma coisa eu esqueci de falar.. Pit Bul significa touro valente, foi um cão criado em laboratorio no intuito de ser um cão de guerra participando até da segunda guerra mundial

    Seu proprio porte fisico e sua cara de monstro denuncia a sua raça rsrsr, portanto meu amigo tenha mas cuidado quando for falar essas bobagem sobre esse lixo de cão

    Faça vc mesmo uma pesquisa sobre essa disgraça e vc vai ver a verdade por tras das cortinas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece que vc pesquisou mas não aprendeu nada não é mesmo... só perdeu tempo e absorveu oq lhe foi viável... criados em laboratório...kkkkk é mto comico ver esse tipo de argumento... o pitt assim como todos os outros cães de raça foi criado e desenvolvido da mesma forma que outros, da mesma forma que o pinscher e que o poodle, escolhendo determinadas caracteristicas com sussesivas cruzas... pitt bulls não foram feitos para serem agrecivos, e sim para serem totalmente abedientes aos donos fazendo o que agradar ao seu dono, porem como qualquer outro animal, incluindo o mais traiçoeiro de todos (humanos) os pitts se defendem com o que tem.. e o que eles tem?? uma madibula estraordinária e muito destrutiva... vc estuda raças?? então sabe que o poodle foi feito para atacar pessoas certo! Ah sério que você não sabia?? Sim poodles foram desenvolvidos para cães de guarda protegendo propriedades contra ladrões... o pitt foram desenvolvidos para atacar outros animais e com um poder de destruição maior que outros cães para os bull fights... sim eu sou a favor de todo ser vivo e totalmente contra a ignorancia, intolerancia e descriminação de qualquer tipo... Todo animal pode atacar um chiuaua ou um mastife de mesma forma se se sentir encomodado... porem a de um chiuaua só faz arranhões e de cães mairoes é obvio que machuca muito mais... mas enfim, sei que sua ignorancia não vai acabar por aqui.. é isso que tenho a te dizer ... estude direito... pq no teste da vida num dá pra colar... Abçs a todos.

      Excluir
  6. bom, a pessoa que faz isso com certeza um dia ela vai pagar muito caro por essa crueldade. Não tenho nem palavras para descrever a pessoa que faz isso com o animalzinho. O animal é tão obediente, carinhoso e parceiro e a pessoa usa essa autoridade que possui sobre o animal para ganhar dinheiro e acaba fazendo o animal ser ferido gravemente ou ser morto. Eu acho que deveria ter mais rigor e monitoramento para que diminua esses tipos de maltratos aos animais.

    ResponderExcluir
  7. Todos os cães podem sofrer de disturbio de personalidade, acontece em 10% dos cães, é causado por um gen recessivo, mas o Pit tem um pouco mais este gen que aliado a sua força e agilidade o torna mais sujeito a acidentes que os outros cães,aliás nós seres humanos não temos psicopatas? 4% dos homens e 1% das mulheres tem este problema e não tem cura... porque é de origem genética, os teste com filhos adotivos já mostravam que a causa predominantemente genética dos psicopatas e não do meio como se achava antigamente, hoje com a evolução da ressonância magnética se sabe que os psicopatas são frios e sem sentimento por um problema químico no cérebro. Nos teste de ressonância o Pit tem um índice de "loucos" acima da média, mas é verdade que a maioria dos Pit tem boa índole.

    ResponderExcluir
  8. Fato, cada dono tem o animal que merece, ou se preferirem, o animal nada mais é do que o reflexo de seu dono.

    ResponderExcluir
  9. Bom, penso que se existem pessoas tão ignorantes a ponto de pensar que um pobre animal deve ser morto por cometer erros sendo ele irracional,com certeza deve ser a favor da morte de pessoas que cometem erros também, ainda mais sendo elas "racionais".Mas não temos o direito de tirar uma vida que não fomos nós que criamos, Deus e o criador de tudo, e se alguns dizem que o pitbull não é de Deus, muitas pessoas também não neste caso, pois Deus criou apenas um homem e mulher e só tinha uma etnia, as demais foram geradas por diversas relações que misturaram genes e DNAs diferentes, passando a existir então japonês,índio, negro, alemão, branco, chinês...e várias outras nações, tribos e línguas.

    ResponderExcluir
  10. Manda o RETARDADO ANONIMO pesquisar melhor pq o cão terrível usado na segunda guerra foi o Pastor Alemão.
    O cão é sim o reflexo da personalidade do dono, sem sombra de duvidas.
    O cão tem sentimentos e problemas assim como nos humanos , é uma tremenda ignorância se referir a raça como mostro e outras coisas mas que pessoas acima falaram, não foi criando em laboratório onde já se viu falar uma coisa dessas pelo amor de Deus tenha santa paciência meu filho.
    Tenho a raça e ela convive muito bem com os meus 3 gatos 1 Pastor Alemão , 1 Porquinho da Índia e minha mãe.
    É uma raça forte e de porte físico avantajado, por tanto não é pra qualquer imbecil ter mesmo, o local tem de ser amplo e o cão deve ser tratado dignamente, com comida de qualidade e amor, é claro que se o animal não tem nem amor dentro de casa ele vai ser agressivo, isso se aplica a qualquer raça e a todos os portes de animais.
    Vai ler uma livro criatura e pare de vir aqui falar merda, pensando que ta usando argumentos muito bons.
    Não ta vendo que o post é pra quem gosta da raça e quer o melhor pra ela ? Não se meta onde não é chamado se não for pra somar não venha denegrir.

    ResponderExcluir